Colonização do Brasil: imperialismo norte-americano agora é dono do Jambu

jambu

O Jambu não é mais nosso, é dos norte-americanos!

Os imperialistas  registraram a propriedade medicinal do jambu, planta nativa da região amazônica, e impediram pesquisas já em desenvolvimento da Universidade Federal do Amazonas sobre as propriedades anestésicas da planta.

Esse episódio demonstra que o conhecimento tradicional dos povos indígenas precisa de mais investimentos em pesquisa para que não caia nas mãos de pesquisadores estrangeiros. As propriedades anestésicas do jambu são conhecidas pela população nativa. Suas folhas e frutos são usadas sobre o dente comprometido para aliviar a dor.

Se os imperialistas norte-americanos se apropriaram desse conhecimento, o nome disso é biopirataria. Utilizar-se indevidamente dos conhecimentos tradicionais dos povos indígenas é biopirataria.

Percebe-se que o golpe de Estado não foi apenas para acabar com nossos avanços científicos e todos os programas sociais que davam acesso à maioria da população ao ensino superior e graduação no exterior, o golpe foi também para abrir o país à colonização imperialista, abrir as portas para a biopirataria e extração de todas as riquezas vegetais e minerais do país.

O golpe se deu contra a soberania nacional. Os golpes conduzidos pelo imperialismo têm o objetivo de aumentar a exploração dos países atrasados. A exploração da classe trabalhadora aumenta e o saque das riquezas nacionais (empresas estatais, infraestrutura e recursos naturais) se evidencia. Em termos gerais, o Brasil está sendo leiloado e vendido barato.