Colômbia pede reunião emergencial do “Quartel” de Lima para defender golpe na Venezuela, Parlamento Europeu apoia

grupo-de-lima

Da redação – O governo da Colômbia pediu uma reunião emergencial do Grupo de Lima, liderado pelos países imperialistas norte-americanos, para tratar da questão venezuelana, após a tentativa de golpe militar pelos fascistas na manhã desta terça-feira (30).

O presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, defendeu a medida golpista e afirmou: “Hoje, 30 de abril, marca um momento histórico para a volta da democracia e da liberdade na Venezuela”.

O capacho do imperialismo, secretário-geral da OEA (Organização dos Estados Americanos), Luis Almagro, também defendeu a política da extrema-direita.

“Saudamos a adesão de militares à Constituição e ao presidente encarregado da Venezuela, Juan Guaidó. É necessário o mais pleno respaldo ao processo de transição democrática de forma pacífica”

Fica claro que o imperialismo voltou para uma ofensiva generalizada em torno do golpe de estado na Venezuela. Os trabalhadores precisam ocupar as ruas contra o golpe!