Colômbia desperta
O povo colombiano passou o réveillon protestando contra o governo Ívan Duque, capacho imperialista, após um aumento irrisório do salário minimo, mostrando a tendência a mobilização
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
bogota-dec-8-2
Foto: Colombia Informa |

Nesse dia 31 de dezembor, a população colombiana, convocada por lideranças da esquerda nacional, promoveu uma manifestação de rua e panelaços contra o governo do direitista e capacho imperialista Ivan Duque. A população colombiana comemorou seu réveillon nas ruas, canalizando sua revolta e o esmagamento do país em mobilização.

Após várias mobilizações de massa e algumas greves gerais, a população colombiana demonstrou sua tendência de luta e sua indisposição em continuar sendo esmaga pelo imperialismo norte-americano e a direita mercenária do país.

Após diversas tentativas de conter a mobilização pela força, deixando diversas pessoas feridas e provocando até mortes de jovens e crianças, a última jogada de Duque para dormir tranquilamente em cima dos cadáveres da população, pilhados na “guerra as drogas” e na “guerra as guerrilhas”, foi um aumento irrisório no salário mínimo. Um verdadeiro cala a boca promovido pelo governo.

O levante da população em plena virada de ano mostra claramente que a tendência é de luta e que a população colombiana não está disposta a continuar no status de colônia norte-americana.

É necessário impulsionar o fora Duque, na Colômbia, como o fora Piñera (Chile), fora Moreno (Equador), e o fora Bolsonaro aqui. Para formar um coro das populações latino-americanas que expulse de vez os governos capachos das terras que são dos povos que aqui habitam.

Fora imperialismo da Colômbia!
Fora Duque!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas