Menu da Rede

Compra de votos e assassinatos

Colômbia: ex-candidato diz que Iván Duque é presidente ilegítimo

Senador, ex-prefeito de Bogotá e ex-membro da guerrilha, Gustavo Petro, denuncia a fraude do regime político na Colômbia sob comando de Iván Duque e da extrema direita imperialista

Tempo de Leitura: < 1

Iván Duque (centro), Juan Guaidó (esquerda) sob ordens de Mike Pence, vice-presidente dos EUA. – Foto por: Martin Mejia/AP.

Publicidade

O senador Gustavo Petro, ex-candidato à presidência nas eleições de 2018 e ex-prefeito de Bogotá, chamou o Iván Duque de presidente ilegítimo e que não reconhece sua autoridade, nem a de seu vice, em debate virtual realizado neste domingo (06) com o senador Gustavo Bolívar e com o ex-candidato à prefeitura de Bogotá Holman Morris.

Petro, afirmou que as eleições de junho de 2018 foram vencidas por Duque, graças à compra de votos e à ação de milícias da extrema direita que assassinaram, e o continuam fazendo, diversas lideranças populares. Afirmou:

“A máfia apareceu e, com seu dinheiro manchado com o sangue dos líderes sociais, comprou um e outro em massa” e ainda “Duque venceu apenas com fraude e as evidências estão nos novos áudios que seu amigo, o procurador geral [Francisco] Francisco Barbosa, rapidamente procurou esconder”

Além de denunciar a compra de votos, Petro e outros setores da esquerda, denunciam inúmeras irregularidades nas eleições como a falta de auditoria no software que realizou a contagem dos votos.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Mais Lidas
[wpp range="last24h" limit="3"]
NA COTT

Análise Política da Semana, com Rui Costa Pimenta (REPRISE)

959 Visualizações 11 horas Atrás

Watch Now

Send this to a friend