Genocida criminoso
Ivan Duque assina um decreto que retira os recursos da saúde para salvar grandes capitalistas, sem nenhum floreio do seu objetivo.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Ivan Duque
O genocida presidente da ditadura colombiana, Ivan Duque. |

Da redação – O governo fascista de Ivan Duque na Colômbia assinou o decreto nomeado de 444. Que literalmente faz com que o Estado intervém nos recursos do saúde. Transferindo o capital do povo para bancos e grandes capitalistas nacionais e internacionais.

O país é conhecido por ser uma base do imperialismo norte-americano no subcontinente. E vem sendo completamente espoliado a mais de décadas, fazendo seus recursos públicos fiquem reduzidos quase a zero.

O governo Duque vem reafirmar essa ditadura, e aprofunda com uma política genocida, deixando o povo morrer de fome ou Covid-19, além de outras doenças. Movimentos sociais denunciam, nesse momento, que o sistema de saúde já está colapsado. Sem contar que o país, que adota medidas neoliberais há um longo tempo, tem na renda da população exclusivamente o trabalho informal, causando ainda mais pânico entre o povo colombiano. “Prefiro morrer de coronavírus, do que de fome”, diz entrevistado desesperado a rede de televisão Telesur.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas