Menu da Rede

Coisa de golpista: ministra do trabalho é inimiga das leis do trabalho

Tempo de Leitura: < 1

Publicidade

Em mais uma política típica do governo golpista, a nova ministra do Trabalho, Cristiane Brasil, foi revelada como já condenada em uma ação trabalhista. Ela foi processada por um ex-motorista, que trabalhava cerca de 15 horas por dia, sem carteira assinada. Cristiane ainda deve R$ 60 mil para Fernando Fernandes, motorista que ficava à disposição de seus filhos e empregados o dia inteiro.

A nova ministra do Trabalho é mais uma empresária sem escrúpulos nenhum, que se puder, vai explorar o trabalhador da pior forma possível, representando em carne e osso a política desejada pelos golpistas. O próprio ex-funcionário dela nunca teve a carteira de trabalho assinada, e trabalhava de segunda a sexta, das 6h30 às 22h, com direito a apenas uma hora de intervalo.

Deputada do PTB, Cristiane Brasil é filha de Roberto Jefferson, delator do processo do Mensalão e golpista de longa data. Ela inclusive foi indicada para o cargo após reunião de Jefferson com Michel Temer. A parlamentar votou a favor do golpe contra Dilma Rousseff, em 2016, foi a favor da PEC dos Gastos Públicos, já durante o governo Temer, e no ano passado se declarou favorável à Reforma Trabalhista, inclusive apoiando a terceirização irrestrita.

Populares na Rede
[wpp range="last24h" limit="3"]
NA COTV

Trótski: vida e obra | Curso completo (35ª Universidade de Férias do PCO)

662 Visualizações 11 horas Atrás

Watch Now

Send this to a friend