França
As mobilizações e greves continuam na França e a classe operária não aceitam as propostas do governo Macron.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
coletes amarelos
Manifestação dos "coletes amarelos" na França. |

As mobilizações e greves operárias contra a proposta de “Reforma” da Previdência do neoliberal Macron continuam. Nesta sexta-feira (13), o país continua paralisado no nono dia de greve dos transportes públicos, que teve paralisação total em nove linhas do metrô e somente 50% dos ônibus circulando.

Desde a semana passada, os trabalhadores continuam em mobilizações de rua e greves contra os ataques do governo às aposentadorias, que extinguem os sistemas próprios de aposentadoria, aumentam a idade e instituem um sistema de pontos para se aposentar. Ferroviários, controladores aéreos, professores, médicos, policiais e servidores públicos e as centrais sindicais estão nas ruas e não aceitam as propostas do governo, que são uma forma de tentar cooptar politicamente as lideranças com pequenas concessões e, como consequência, desmobilizar a população.

A ideia do governo Macron é conseguir um acordo que permita algumas modificações na questão, até mesmo alguns recuos, mas que preserve o núcleo central da “reforma”. É o caso do que ocorreu na América Latina, onde as lideranças aceitaram acordos com os governos direitistas no Chile, Equador e Bolívia, que resultaram na traição do movimento e na continuidade da direita no poder após algumas concessões secundárias.

Na França, apesar de toda a pressão das direções burocráticas e conservadoras das organizações, a classe operária é muito poderosa e politicamente organizada e consegue mais facilmente romper o dique de contenção das direções conciliadoras e empurrá-las para a esquerda. Somente as massivas e violentas mobilizações de rua e as greves operárias conseguem impedir um acordo político com o regime político que dê um fim nas mobilizações.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas