Siga o DCO nas redes sociais

Ciro: me dói muito a prisão do Lula, mas nem pensar nele ser candidato!
Ciro: me dói muito a prisão do Lula, mas nem pensar nele ser candidato!

Ciro Gomes do PDT (Partido Democrático Trabalhista), que tenta ocupar a todo custo o espaço de Lula nas improváveis eleições de 2018, como o candidato da esquerda contra os neoliberais, vem todos os dias tentando explicar sua “contradição”, entre desejar que Lula não seja candidato e ao mesmo tempo dizer que defende Lula contra os ataques dos golpistas.

No início do golpe de estado no Brasil, Ciro Gomes, um político que nasceu no berço da direita brasileira (Arena) se apresentava como defensor do governo de Dilma Rousseff do PT, enganando muitos  esquerdistas, dizendo que só seria candidato a presidente à república, se Lula não concorresse.

No entanto, quando Lula foi atacado pela operação golpista ” Lava jato”, com a processo fraudulento do Triplex, para evitar que o ex- presidente mais popular do Brasil, depois de Getúlio Vargas, pudesse concorrer as eleições de 2018, Ciro não conseguiu manter a farsa de que defendia o PT contra o golpe.

O Cearense burguês foi o primeiro a defender a institucionalidade golpista, dizendo que o TRF4 a marcar o julgamento de Lula em tempo recorde, estava cumprindo com sua função. Reforçando a ideia de que os brasileiros devem respeitar as instituições do regime burguês golpista.

Por várias vezes, Ciro, o amigo da onça de Lula, orientou o petista fugir, indo se refugiar em alguma embaixada para evitar sua prisão, o que obviamente apareceria para o povo brasileiro que Lula estaria fugindo da “justiça” brasileira.

Agora, quando os ataques de Ciro a Lula e ao PT se voltam contra seu objetivo de ser o representante dos eleitores de Lula na eleição de 2018, Ciro está tentando fazer  a mea culpa, dizendo que é amigo do PT, de que se Lula for preso, ele sofrerá do fundo do coração, mas em nenhum momento Ciro diz que quer ver Lula como candidato.

Isso é tão notório que o próprio Lula, no 38° aniversário do PT, afirmou que tanto Ciro e como Geraldo Alckmin do PSDB querem-no fora da eleição, pois é a única maneira desses dois oportunistas políticos burgueses irem para o segundo turno da improvável eleição de 2018.

Portanto, toda lágrima de Ciro em referência a perseguição política que Lula sofre da direita e dos golpistas não passa de lágrima de crocodilo, aonde Ciro Gomes, junto com os golpistas, atuam para que Lula jamais seja candidato, pois sabem que Lula pode ganhar já no primeiro turno do pleito.