Lobo em pele de cordeiro
Ciro novamente ataca o PT para proteger os verdadeiros culpados por Bolsonaro estar na presidência: a direita.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
DF - ELEI«¿ES 2018/CNI/DEBATE  - POLÕTICA - O prÈ-candidato do PDT ¿ PresidÍncia, Ciro Gomes, participa do evento
Ciro Gomes. | Imagem: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo.

Nesta quarta-feira, o candidato alternativo da direita golpista, Ciro Gomes, concedeu uma entrevista à rádio Metrópole em que mais uma vez ataca a esquerda e esconde os verdadeiros responsáveis por colocar o fascista Jair Bolsonaro na presidência da república.

Ciro Gomes, de maneira cínica, culpou a esquerda pela situação atual porque fraudou o compromisso que tinha com a população e se juntou com a bandalheira e por isso votou na extrema direita.

“Eu tenho muito respeito pelo conjunto da população brasileira, eu não acredito que o Brasil tenha 57 milhões de egoístas, fascistas, de pessoas antidemocráticas que não tenham apreço a pobreza, não tenha respeito pelo outro. Eu dediquei minha vida inteira ao povo brasileiro, mas o que aconteceu com o Brasil é compreensível. Aquela dita esquerda fraudou o compromisso moral, fraudou o compromisso nacional, fraudou o compromisso de desenvolvimentos do país e conciliou com bandalheira, quando isso acontece você tem uma desmoralização muito grave de um conjunto de ideia e valores no lugar de desmoralizar as pessoas que fraudaram essas ideias e valores”, disse Ciro Gomes.

Mais uma vez, Ciro Gomes, que foi passar férias na Europa após o primeiro turno das eleições em 2018 e só voltou após Bolsonaro eleito, culpa a esquerda pela situação atual. A intenção de Ciro é esconder que para Bolsonaro chegar ao poder houve um golpe de Estado em 2016 e diversas manobras eleitorais para fraudar as eleições em 2018, como prender Lula e uma série de medidas tomadas pela direita como proibir Lula de aparecer nas eleições apoiando candidatos, apreensão de materiais de campanha com Lula, proibição de associar Bolsonaro a figura da ditadura militar e candidatos que se colocaram nas eleições para tirar votos do Partido dos Trabalhadores, como o próprio Ciro Gomes. É importante lembrar que as pesquisas mostravam Lula bem a frente dos outros candidatos e subia ao ponto de ganhar as eleições em primeiro turno.

O verdadeiro interesse de Ciro Gomes é esconder os verdadeiros responsáveis por Bolsonaro estar na presidência e não tem nada ver com Lula e o PT. Os responsáveis são o chamado “centrão”, desde o PDT até o PSDB ou setores do DEM, como o presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia. Foi essa direita “tradicional” que mobilizou a imprensa e fez de tudo para dar o golpe em 2016, prender Lula e tirá-lo das eleições em 2018.

Ciro Gomes é um dos candidatos desse “centrão”, como afirmou o próprio Rodrigo Maia, e com essas críticas tenta se mostrar como um possível candidato dessa ala golpista e de direita.

É preciso ficar claro para os ativistas e militantes que Ciro Gomes é um elemento da direita e a burguesia se utiliza dele para manipular e causa grande confusão no cenário político em favor da direita gopista.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas