Ciro já foi apresentado como candidato de esquerda, agora busca apoio do DEM e do Solidariedade

CIRO-GOMES-MAIO-DE-2018-1

A candidatura de Ciro Gomes pelo PDT a presidência, é uma candidatura direitista. Ciro que já foi apresentado como um candidato de esquerda, ainda é defendido por alguns setores da própria esquerda como um plano B tendo em vista a prisão do ex-presidente Lula, está estabelecendo alianças com as alas mais golpistas da direita. No ultimo mes, Ciro Gomes concedeu uma declaração a um jornal argentino onde afirmava que buscava uma coligação com o Democratas, o DEM, antiga Arena, partido dos militares durante a ditadura.

Nesta terça-feira, 3 de julho, a aproximação de Ciro com o DEM, partido golpistas, com integrantes extremamente direitistas, foi confirmada por membros da direção do partido. De acordo com uma pesquisa interna realizada no Democratas, uma expressiva ala do DEM defende uma aliança com Ciro para presidência. O calculo é efeito com base no enorme repúdio da população a candidatura de Geraldo Alckmin do PSDB. Mesmo com todas as manipulações dos institutos burgueses de pesquisa, Alckmin não sobe nos números de intenções de voto, o que revela a oposição popular à direita e ao próprio golpe. Enquanto isso Lula lidera cada vez mais, e uma vitória ainda no primeiro turno é cada vez mais provável.

Esta situação, leva uma ala do DEM a defender a aliança com Ciro. Aliança, esta defendida, primeiramente e abertamente,pelo próprio candidato do PDT. O namoro cada vez mais estável de Ciro Gomes com a direita e com o golpe é uma demonstração clara de que o suposto plano B não passa de uma manobra dos próprios golpistas para que a população aceite o golpe de estado, a prisão sem provas de Lula e sua exclusão arbitrária e ilegal do cenário político.

Ciro Gomes sempre foi e ainda é parte dessa política levada a cabo pela direita, como fica claro mais uma vez na posição de setores importantes do DEM. Nesse sentido, é necessário repudiar o plano B e lutar pela liberdade de Lula e seu direito de ser candidato e ser eleito à presidência.