Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Contra aumento de impostos e CPMF, Fiesp põe pato inflável na Esplanada dos Ministérios. 

A Federação das Indústrias de São Paulo instalou nesta quinta-feira (1º) um pato inflável de 12 metros de altura no canteiro central da Esplanada dos Ministérios, em frente ao Congresso Nacional, em Brasília, em um ato contra o aumento de impostos e a volta da CPMF.

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado
|

Há todo um debate dentro e fora do PT para aprovar um “Plano B” em relação às eleições deste ano. Esse Plano B seria a aliança com o Ciro Gomes. Enquanto alguns parlamentares e governadores que podem ser chamados do bloco “vira folha”, favoráveis a “virar a folha do golpe”, ou seja, esquecer  tudo que os golpistas fizeram contra o país, esquecer que há uma perseguição política no Brasil e ainda mais, esquecer que Lula está preso, querem essa aliança. Enquanto isso, a presidenta do PT, Gleisi Hoffmann, o presidente da CUT, Wagner Freitas e a maioria esmagadora da base do PT querem levar até o fim a candidatura de Lula.

Resumidamente, de um lado estão os que querem lutar contra o golpe e de outro os que querem enterrar e encerrar de uma vez por todas a luta contra o golpe.

Ciro em reunião com o seu patrão, Steinbruch, quando era presidente da Transnordestina

Esta política é esquecer que o País está sob um golpe de estado e entrar em acordo com os golpistas para supostamente apaziguar a situação. Precisa ficar claro que enterrar o golpe é ao mesmo tempo esquecer Lula. Eles querem entrar em entendimento com o golpe.

A candidatura de Ciro Gomes é a expressão mais acabada dessa política de acordo com o golpe. Ciro Gomes, nunca foi de esquerda, não participa e não participou das lutas populares da esquerda. Ele é o candidato da FIESP. É apadrinhado do PSDB, de Tássio Jereissati, foi funcionário de confiança de Benjamin Steinbruch, dono da CSN, o vice-presidente da FIESP, um dos mentores do golpe, o pato em pessoa. Steinbruch pode ser o vice de Ciro Gomes.

 

Ele é o autor da seguinte frase:

“Não precisa uma hora do almoço […] Você vai nos Estados Unidos, você vê o cara almoçando, comendo o sanduíche com a mão esquerda, e operando a máquina com a direita. Tem 15 minutos para o almoço, entendeu? […] Por que a lei obriga que tenha que ter esse tempo?”.

Ele disse essa frase quando estava em discussão a “reforma” trabalhista que acabou com a CLT.

Esta aliança é uma manobra para trouxas, para empurrar o candidato do golpe, dos golpistas, da FIESP, Ciro Gomes, como sendo o candidato da esquerda. Os assessores de Ciro já declararam que vão privatizar praticamente tudo que sobrou. Já declarou que não vai regular a imprensa golpista, ou seja, vai deixar que a Rede Globo, uma das principais responsáveis pelo golpe, fique livre para continuar atuando em favor dos golpistas.

Propaganda da golpista FIESP pedindo a saída de Dilma Rousseff

Há ainda o grande amigo e parceiro de Ciro Gomes que é o mais cotado para ser seu vice, Benjamin Steinbruch, ele é o representante de uma das principais organizações que financiaram o golpe de estado de 2016, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo. A FIESP foi a espinha dorsal do golpe. Foi a FIESP que colocou os “coxinhas” na Avenida Paulista para pedir o impeachment de Dilma Rousseff. Foi a FIESP que fez propaganda com a bandeira do Brasil na sua fachada luminosa. Foi a FIESP que apoiou integralmente o fim da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) com a “reforma” trabalhista. A FIESP é liderança da burguesia do Sudeste e da burguesia industrial nacional. Este representante da FIESP será o vice do “candidato da esquerda”, Ciro Gomes. Uma farsa completa.

No momento a luta contra o golpe está estagnada. Para a luta se desenvolver é preciso remover os obstáculos, e obstáculos apareceram em outros momentos desta luta e estes obstáculos foram superados. E o obstáculo do momento é o Ciro Gomes.

O objetivo da burguesia golpista no momento é substituir um governo falido por um governo que consiga dar continuidade ao programa do golpe. E o Ciro Gomes tem todos os pré-requisitos.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas