Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
ciro23-1
|

Após declarar que Benjamin Steinbruch (uma das principais lideranças da FIESP) poderia ser seu vice, o candidato abutre do PDT, Ciro Gomes, disse em sabatina realizada em conjunto pela Folha, SBT e UOL que seu governo estaria “de portas abertas” para o PSDB.

Na entrevista, Ciro descartou uma aliança eleitoral com os tucanos, mas disse que se eleito iria conversar com Geraldo Alckmin, que inclusive foi alvo de elogios de Ciro Gomes.

A fala explicita, mais uma vez, a sintonia da candidatura Ciro Gomes com o discurso golpista de “desfazer a polarização política”. O ex-governador do Ceará pelo PSDB é muito bom em fazer discursos, demagogias, mas na hora do “vamos ver”, ele sempre está alinhado com a direita. Na verdade, se Ciro fosse eleito, seu programa seria exatamente o mesmo do PSDB, que também é o mesmo de Temer, todo o MDB, e toda a direita entreguista.

O plano deles é justamente entregar todas as riquezas do país nas mãos de setores imperialistas, privatizando até mesmo a Petrobras e a Eletrobrás, e seguir descendo o chicote nas costas do povo trabalhador brasileiro, que será duramente explorado para garantir o lucro de meia dúzia de banqueiros e rentistas.

É preciso denunciar veementemente o caráter golpista e direitista da candidatura Ciro Gomes, que procura atrair para si setores da esquerda pequeno-burguesa, como o PCdoB e alas direitistas dentro do PT, para se credenciar a ser o candidato “oficial” da burguesia.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas