Ciro Gomes diz que se ganhar eleição sequer daria indulto para Lula porque seria uma “burrice”

ciro_gomes-1-1900x700_c

O candidato a presidente da República do PDT, Ciro Gomes, afirmou em entrevista cedida pelo um dos principais jornais golpistas do Brasil, Folha de S. Paulo, que se ganhar a eleição não dará o indulto e o perdão do ex-presidente Lula porque seria uma “burrice”, afirmou com suas próprias palavras.

As declarações se somam a outras que mostram o caráter totalmente golpista da candidatura de Ciro e à sua própria trajetória de político burguês e reacionário, que iniciou sua carreira na Arena (partido da ditadura), passou pelo PDS (o sucessor da Arena), esteve no PDMB, PSDB, PPS (onde foi candidato a presidente com apoio do DEM) e, hoje, está no PDT, que se ofereceu para abrigar sua candidatura eleitoral em troca de possíveis benefícios eleitorais.

Enquanto faz alguns discursos com aparência “radical” ou “nacionalista” (comum à demagogia eleitoral de candidatos burgueses) Ciro vem dando claros sinais de que procura se colocar como alternativa da direita golpista: elogiou a rapidez com que a justiça condenou Lula, declarou que o ex-presidente não é preso político, apoiou a intervenção militar no Rio de Janeiro, elogiou os chefes militares que ameaçam com golpe militar e agora diz, que nem mesmo indultaria Lula, caso fosse eleito presidente.