Ciro Gomes ataca Lula mais uma vez

cirgo gomes bravo capa

Da Redação – Em entrevista concedida ao Jornal da Globo na segunda-feira (17), o candidato à presidência Ciro Gomes não desperdiçou a chance de, novamente, atacar Luis Inácio Lula da Silva.

O candidato que não é o favorito direita, mas também não é de esquerda, vem paulatinamente atacando cada vez mais o ex-presidente. Dessa vez, foi na maior rede golpista de televisão.

Se colocando como Paladino da Justiça, como grande amigo e conselheiro de Lula, diz que avisou sobre corrupção na Petrobrás. Atacou a ex-presidenta Dilma Rousseff, dizendo que “é uma pessoa honrada, mas desastrou o país”. É como dizer que alguém é bom, mas é um genocida.

De acordo com Ciro Gomes, “no ‘petrolão’, simplesmente não dá (pra acreditar que Lula não sabia da corrupção) porque não é que ele sabia que as pessoas estavam roubando, mas ele sabia que as pessoas estavam procurando as indicações para roubar”.

Em plena campanha para arrancar votos de todos os lados, o abutre-mor, Ciro Gomes, não perde a chance de atacar, defender a prisão, desmoralizar o seu “amigo” Lula. Com amigos assim, quem precisa de inimigos.

A direita pode não aceitar Ciro Gomes, mas sejamos claros: ele é de direita. Adota o mesmo discurso da direita de combate a corrupção e prisão sem provas. Sempre foi de partidos de direita, remontando ao partido da ditadura, a ARENA, recém nomeada PDS. Passou por PSDB e por diversos partidos de aluguel direitistas.

Ciro quer roubar votos de qualquer um dos candidatos à presidência, mas fica claro que seus ataques se voltam repetidamente à Lula, Dilma, Haddad e ao PT de conjunto. Ele quer, de diversas maneiras, tirar votos do candidato do PT, Fernando Haddad. Isso favorece Geraldo Alckmin, com o eleitorado de esquerda dividido ele pode aparecer como opção contra Bolsonaro, uma vez que Alckmin sempre foi o favorito da burguesia e do imperialismo.