Ciro deixa escapar: ele quer mesmo é frente de direita, com DEM e PP

ciro gomes

Em uma entrevista concedida durante um encontro na Argentina com a vice-presidente do pais, Gabriele Machetti, o candidato abutre mor, Ciro Gomes, mais uma vez entregou o caráter golpista de sua candidatura ao Planalto. Ciro afirmou que trabalhara para realizar uma ampla aliança eleitoral, incluindo ai, inclusive, partidos como o Democratas (DEM) e o Partido Progressista (PP).

O primeiro partido é herdeiro direto da antiga ARENA, partido da ditadura militar, dos militares golpistas, que deram o golpe no pais em 1964 e implementaram um regime de terror contra o povo. Vale destacar ainda que o DEM, assim como o PSDB, é um dos principais representantes do atual golpe de Estado, entre seus quadros estão figuras extremamente direitistas, como o ruralista assassino Ronaldo Caiado. O PP também se inclui entre os partidos golpistas da direita, tendo votado majoritariamente pelo impeachment de Dilma Rousseff.

A declaração de Ciro Gomes mais uma vez escancara o caráter direitista de sua candidatura. As afirmações de Ciro teriam gerado crise até mesmo entre os seus mais recentes aliados, como o PCdoB. Após executar uma manobra lançando a candidatura de Manuela D ‘Ávillla, o PCdoB já se organiza para retirar a sua própria candidatura e apoiar a candidatura de Ciro Gomes.

Apesar de toda a discurseira esquerdista, o que Ciro Gomes quer mesmo é ser um queridinho da direita, buscando uma aproximação com setores que colaboraram e colaboram diretamente com o golpe de Estado, que persegue e retira direitos de todo o povo. Ciro já havia dado indícios de que trabalhava para ser um dos possíveis candidatos do golpe, ao fazer declarações de amor a Benjamin Steinbruch, representante da golpista Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), e também já ter declarado que não considera Lula um preso politico, além de ter criticado abertamente a persistência do petista em manter a sua própria candidatura.

Ciro parte para o ataque contra Lula, ao mesmo tempo que se alia cada vez mais com os golpistas. É preciso ter claro de que Ciro é cada vez mais um candidato da direita, é preciso ter clara sua manobra, apesar da tentativa de determinados setores de apresentar a candidatura de Ciro Gomes como uma candidatura de esquerda.