Cinismo: IstoÉ golpista ataca PT para fazer propaganda pela privatização dos Correios

correios privatizado 2

A revista golpista IstoÉ, que faz parte da imprensa golpista no Brasil, portanto ajudou o golpe de estado de 2016, que derrubou a presidenta Dilma PT para estabelecer um governo capacho dos Estados Unidos, justamente para entregar o patrimônio nacional para os americanos, publicou nesta sexta-feira (15-03) uma matéria para reivindicar a privatização da ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) com o título: “Como o PT quebrou os Correios”.

O jornalista golpista da IstoÉ, Wlson Lima, que trabalhou no governo direitista do PSB do Distrito Federal, requenta o roteiro calunioso da direita contra o PT, para justificar a afirmação de que os Correios estaria quebrado por motivo do PT, como por exemplo, começar a matéria dizendo que o PT tem “Know-how” em quebrar  empresas públicas:

Seu texto começa com a seguinte afirmação caluniosa e cínica: “É público e notório que o PT conseguiu o feito de destruir uma empresa do porte da Petrobras, não somente com a corrupção desenfreada e desvios bilionários de recursos, mas com a manutenção de um grande propinoduto”

O que é público e notório é que os que acusaram o PT de roubar a Petrobrás, estão entregando o petróleo nacional de graça para as grandes empresas petrolíferas do Mundo, como a Chevron e a Schell, e destruindo a Petrobrás, que na época do PT investia milhões de reais no seu fortalecimento, como a própria descoberta do Pré-sal.

Na sequência a matéria usa outra informação falsa, a de que os Correios é uma empresa falimentar, que entrou no vermelho, um argumento golpista, pois usam a manipulação contábil dentro da ECT, realizada justamente depois do golpe pela turma dos golpistas, Guilherme Campos e  Gilberto Kassab do PSD para justificar a privatização da empresa.

Também é citado no texto o batido e cínico argumento da corrupção dentro das Estatais durante o governo do PT, que só cresceu depois do golpe, para justificar a queda da lucratividade, o que não combina com o regime político que a revista defende, que é o capitalismo, já que a corrupção é parte indissociável do capitalismo.

E pior, a matéria apresenta como solução entregar a decisão do futuro da ECT para o ministro golpista de Jair Bolsonaro, o economista liberal Paulo Guedes, representante dos maiores corruptos do planeta terra, que são os banqueiros.

O próprio Paulo Guedes está sendo investigado em fraudes contra os Correios, como o rombo do Fundo de Pensão da categoria, o Postalis.

E o que mais denuncia que é a matéria é a favor dos tubarões do mercado postal, como a Fedezx e DHL, que querem o fim da ECT como empresa de Correios é a conclusão da matéria, quando o “jornalista” golpista afirma: “O fato é que os Correios são um grande exemplo de empresa que conseguiu quebrar mesmo estando sozinha no mercado. É o cúmulo da incompetência do PT.” Aqui a IstoÉ deixa claro que quer o fim do monopólio estatal na entrega de cartas e encomendas, ou seja, quer a liberdade para os tubarões capitalistas, como a Fedex atuar livremente para abocanhar todo esse mercado pra si.

A verdade é que o mercado de entregas de encomendas é um dos setores que mais cresce no Mundo, e os Correios no Brasil tem uma empresa, a ECT, que pela sua logística teria condições de liderar esse mercado, mas os golpistas estão trabalhando dia e noite para destrui-lá, e contam com ajuda  estimada da imprensa golpista nacional, venal e “paga-pau” dos interesses imperialistas no Brasil.

Somente com a derrubada do golpe e de todos os golpistas é possível manter a ECT e outras estatais funcionando e sob o controle dos trabalhadores. Pelo Fora Bolsonaro e todos os golpistas e pela Liberdade de Lula.