Cínico, Moro diz que Lula faz parte do seu “passado”

naom_5ac6a3853d12d

Da redação – O futuro ministro da Justiça e juiz da Lava-Jato que prendeu principal candidato do povo (Lula), Sérgio Moro, disse “as questões relativas ao ex-presidente pertencem ao meu passado”, na terça-feira (4).

Trata-se de uma declaração totalmente cínica. Sérgio Moro fará parte do governo que ele ajudou a eleger quando prendeu o ex-presidente Lula. Como demonstravam as pesquisas, Lula teria sido eleito caso fosse candidato.

Portanto, Bolsonaro foi eleito pela fraude que Moro orquestrou junto com outros setores do judiciário golpista. E agora, o juiz irá compor este governo fraudulento. Ou seja, não se trata de uma questão do passado do juiz-fascista Sérgio Moro, mas um problema do presente. E será presente enquanto o “mussolini de maringá” estiver realizando seus abusos contra os trabalhadores brasileiros.