A política da burguesia
Governador de São Paulo chegou a ser apontado como “responsável”; agora mostra ser o mesmo fascistoide de sempre
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
O Governador do Estado de São Paulo João Doria, durante coletiva de imprensa sobre coronavírus e balanço do Plano SP. Dia: 03/06/2020 Foto: Governo do Estado de São Paulo
Governador João Doria. | Foto: GOVESP

A reabertura que está sendo promovida pelo governador João Doria (PSDB) na cidade mais populosa do País — São Paulo — poderá levar a um aumento de 71% nas mortes causadas pelo novo coronavírus. Os dados são resultado da pesquisa de estudiosos da Universidade de São Paulo (USP) e da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Segundo as previsões, o total de mortes notificadas em São Paulo alcançaria o total de 24.900, em contraste com o número dos 14.600 óbitos que eles preveem que ocorreriam até o início de julho sem a reabertura.

Em um período anterior, João Doria chegou a ser cortejado pela esquerda pequeno-burguesa, sendo chamado de “científico”, “técnico”, “responsável”, entre outros adjetivos, apenas por defender superficialmente a política de isolamento social.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas