Novos documentos revelam: CIA e cúpula militar assassinaram militantes de esquerda

geisel

Documentos revelam: o pesquisador Matias Spektor publicou um documento bombástico sobre a participação de Ernesto Geisel (1974-1979) em diversos assassinatos na época da Ditadura Militar de 1964 no Brasil. E o principal, o envolvimento da CIA (EUA) em todo processo da ditadura militar.

O documento tornado público pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos mostra que o ex-presidente Geisel autorizou que o Centro de Inteligência do Exército (CIE) continuasse a política de execuções sumárias contra opositores da ditadura militar no Brasil adotadas durante o governo de Emílio Garrastazu Médici, mas que limitasse as execuções aos mais “perigosos subversivos”. Ou seja, os assassinatos políticos eram centralizados e passavam pela cúpula militar durante a ditadura.

A declaração é bombástica e mostra o risco de um novo golpe militar no Brasil e a importância de criar Comitês de Autodefesa no atual cenário político brasileiro, pois os mesmos militares da época são os militares de agora.