Conflito com o imperialismo
O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, afirmou que EUA não têm o direito de retomar as sanções impostas ao Irã em 2018 pela ONU
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
lijian-zhao
Zhao Lijian, porta-voz das Relações Exteriores da China | Foto: Reprodução/Twitter Lijian Zhao

Em entrevista coletiva realizada nesta quinta-feira (20), o Porta-voz de Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, condenou as declarações de Donald Trump, presidente dos EUA, de que iria usar o recurso de “snapback” para retomar os Embargos da ONU contra Teerã.

Segundo Lijian, Washington não tem o direito de restabelecer os embargos por ter abandonado, em 2018, o pacto nuclear assinado entre Estados Unidos, Irã, França, Reino Unido, Alemanha, Rússia e China.

Na quarta-feira, Mike Pompeo, o secretário de Estado dos Estados Unidos, já havia afirmado que os próximos alvos de embargos seriam Rússia e China, caso estes se recusassem a retomar as sanções contra o Irã.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas