Internacional
O Ministério das Relações Exteriores da China denunciou que os Estados Unidos se utilizam do pretexto do terrorismo para impor sanções à Cuba.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Trump-administration-puts-Cuba-back-on-list-of-states-supporting-1280x720
Há cerca de 60 anos, os cubanos vivem sob um bloqueio econômico imposto pelos Estados Unidos | Reprodução

Nesta terça-feira (12), Zhao Lijian, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, manifestou repúdio pela inclusão de Cuba na lista de países “patrocinadores do terrorismo” do Departamento de Estado dos Estados Unidos.

Os chineses declaram à imprensa que os americanos se utilizam do terrorismo como um pretexto para impor medidas de sanção e repressão contra Cuba.

Além de Cuba, o Departamento de Estado atualmente classifica a Síria, o Irã e a República Popular Democrática da Coreia na mesma categoria.

Há cerca de 60 anos, os cubanos vivem sob um bloqueio econômico imposto pelos Estados Unidos.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas