Ásia
Em resposta às declarações dos ingleses sobre os acontecimentos em Hong Kong, a China denunciou a mentalidade colonialista e as tentativas de inteferência externa.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
China-UK-1
Questão de Hong Kong leva a confrontos entre China e Inglaterra. | Reprodução

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying, afirmou que as declarações dos britânicos sobre os recentes acontecimentos em Hong Kong significam uma violação da soberania do país asiático.

A Declaração Conjunta assinada entre a China e o Reino Unido não dá direito a que estrangeiros intervenham nos assuntos chineses. Hua assinalou que “desde o retorno de Hong Kong à China, o governo chinês administra Hong Kong amparado nas leis da Constituição da República Popular da China e Lei Básica da Região Administrativa Especial de Hong Kong”.

Hua enfatizou que os britânicos devem abandonar sua mentalidade colonialista, abandonar a hipocrisia e o duplo padrão de julgamento, respeitar a soberania nacional chinesa e cessar imediatamente as tentativas de intervenção no território chinês de Hong Kong.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas