Entrevista
O DCO segue com sua série de entrevistas com os candidatos do PCO nestas eleições municipais. Hoje, entrevistamos Chico Curitiba, candidato a vereador em Curitiba, no Paraná,
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Chico Curitiba PCO (2)
Francisco Antônio Ramos De Lima Junior, conhecido como “Chico Curitiba”. | Diário da Causa Operária

O Diário Causa Operária segue com sua série de entrevistas com os candidatos do Partido da Causa Operária (PCO) nestas eleições municipais. Hoje, entrevistamos Chico Curitiba, candidato a vereador em Curitiba, no Paraná.

DCO: Fale um pouco de você companheiro, da sua trajetória?

Chico Curitiba: Minha militância marxista vem do berço. Meu avô era estivador e presidente de sindicato, nos anos de 1950. Meu pai era funcionário público da companhia de energia elétrica do Paraná, a Copel, também de esquerda sindicalista. Em 1964 eu e meu pai tivemos que nos esconder no interior do estado. No início dos anos 1970, início da minha juventude, cheguei a ser preso, fui prescrito em concurso público. Comecei a militar pelo PCdoB quando era um partido clandestino, na época da guerrilha do Araguaia. Agora, depois de muitos anos me identifiquei com o programa do PCO e resolvi me filiar ao partido, regatando a minha experiência na militância marxista.

DCO: O companheiro é candidato em qual cidade?

Chico Curitiba: Sou candidato a vereador para cidade de Curitiba, no estado do Paraná. Nós estamos divulgando o programa do PCO aqui. Somos três candidatos para cargo de vereador e ara prefeito também.

DCO: Como conheceu o Partido da Causa Operária (PCO) e começou a militar pelo partido?

Chico Curitiba: Eu resolvi me engajar novamente depois dessa volta do governo militar, disfarçada agora com a internet, mais é parecido com o que eu vivi nos anos de 1970. Então procurei os partidos de esquerda e conheci pela internet os programas da Causa Operária TV Entendi que era isso idealmente que eu queria. Em 2020 me filiei e virei militante. Ainda sou novo no partido, mas estou gostando, pois me identifico e espero contribuir cada vez mais e aprender cada vez mais.

DCO: O PCO, diferente dos outros partidos, propõe um programa de lutas para derrubar Bolsonaro e liberdade para Lula ser candidato em 2022. O que levou o companheiro a ser porta-voz do programa do PCO na sua cidade?

Chico Curitiba:  Acompanhei de perto o que aconteceu com o Lava Jato aqui em Curitiba. Eu vi aquela pracinha lá na frente a Polícia Federal ser povoada de verde e amarelo e a burguesia chegar e fazer todo o projeto de golpe. Eu participei contra isso individualmente sem nenhuma ligação partidária. No dia em que o Lula foi solto eu estava lá. O grande motivo talvez para eu voltar à luta foi ver todos os companheiros lá, lutando contra toda essa estrutura.  Eu não estava sozinho. A participação do PCO aqui no acampamento Lula Livre foi muito marcante. A partir dessa luta eu me uni ao PCO. Vamos continuar nessa luta até o Lula recuperar os seus direitos políticos e voltar ao poder.

DCO: Apesar dos ataques e arbitrariedade do TSE sobre o PCO, nas eleições municipais desse ano, tivemos um número expressivo de candidaturas, só no estado do Paraná lançamos 10 candidatos, sendo para 3 prefeituras. A chapa toda de Curitiba foi cassada pela TSE. Como foi essa a perseguição do Estado burguês sobre a candidatura do PCO em Curitiba?

Chico Curitiba: A desculpa do TSE para impugnar as candidaturas por faltar um documento, o CNPJ é uma coisa absurda, perseguição escrachada. Isso quer dizer que a gente está começando a incomodar. O trabalho de base que estamos fazendo nos bairros da periferia, por exemplo, combatendo essa baixaria das igrejas fundamentalista, começa a incomodar um pouco. Então eles têm uma tática de cortar enquanto tá pequeno.  A gente sofreu muito com isso. A gente ainda está concorrendo, com uma liminar. As chapas estão ativas, ou seja, nossos nomes estarão na urna no domingo que vem. O nosso voto hoje é um voto de protesto. Colocamos o programa do partido na porta das fábricas. Fizemos manifestação no centro da cidade para as pessoas conhecerem o nosso partido.

DCO: Como tem sido a recepção da população com a campanha do PCO no estado do Paraná?

Chico Curitiba: Acredito que a população ficou surpresa, pois o pessoal tem uma ideia distorcida sobre o marxismo e o nosso sentido de classe trabalhadora. A população está completamente despolitizada. O estrago da Lava Jato foi muito grande, sobre a noção do que é política. Quando a gente conversa sobre o programa do PCO eles ficam surpresos e querem saber mais, então tem uma identificação da população o partido. Nós não temos mídia, somos perseguidos e ainda temos que desmistificar a ideia estereotipada que criaram do partido. A nossa grande tarefa é fazer o marxismo chegar à classe trabalhadora.

DCO:  Como funciona as atividades da campanha do PCO na sua cidade?

Chico Curitiba: A gente tem feito reuniões, panfletagem, divulgando nosso jornal e o nosso programa, dentro das nossas possibilidades. Eu como atuo muito nas redes sociais, como autônomo, por tanto escravo do trabalho para sobreviver, acabo fazendo muita campanha na rede social.

DCO: Gostaria de fazer uma consideração final?

Chico Curitiba: Estou muito feliz e satisfeito em ter voltado à atividade de militante na política. A minha experiência passada, onde participei de projetos de reconstrução e transferência de tecnologia em Angola em parceria com o MPLA (Movimento Popular de Libertação de Angola), reforça a ideia de uma revolução permanente, em que a revolução é internacional. Hoje, o uso da Tecnologia da Informação é essencial para contra atacar o que a burguesia faz, que é um verdadeiro massacre midiático. Acrescento ainda que a campanha deste este ano foi muito importante para as eleições de 2022. Nós estamos crescendo e vamos fazer muito mais diferença. Vamos ajudar a juntar a classe trabalhadora, tirar o Bolsonaro e todos esses golpistas, e levar o Lula ao do poder.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas