Fora todos os golpistas
Falsificações nos dados teriam levado a desvio de R$4 bilhões dos cofres públicos
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
caixa
Pedido de auxílio emergencial | Foto: Nayra Hal/FotoArena

Segundo balanço feito pelo ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, na noite de quinta-feira (20), as supostas fraudes no auxílio emergencial podem ter levado a um desvio de R$4 bilhões dos cofres públicos.

De fato, há muita fraude no auxílio emergencial. Somente no que diz respeito às Forças Armadas, quase 200 mil militares receberam indevidamente o auxílio. Milhares de elementos de classe média também receberam. No entanto, o governo Bolsonaro não está interessado em combater de fato essas fraudes. Afinal, negou o auxílio a milhões de trabalhadores simplesmente porque não conseguiram cumprir com a burocracia do Estado. O objetivo da CGU é acabar com o programa.

Ao mesmo tempo, a CGU não aponta uma única irregularidade nos repasses do governo Bolsonaro aos banqueiros. São mais de R$2 trilhões desde o início da pandemia.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas