Nota de Repúdio
CFNMT se solidariza com o PCO e repudia o ataque de Pássaro (PSOL). Na Nota Oficial, ainda pedem que os partidos se posicionem e exigem explicações da organização do agressor
1591119389884 (1)
Danilo Pássaro, líder do movimento Somos Democracia | Foto: Werther Santana/ Estadão

“Nota de Repúdio do Comitê pela Frente Nacional de Mobilização dos Trabalhadores, às ameaças do militante do Psol, Danilo  Pássaro, contra o PCO.

Na noite do último dia 30 de junho, Danilo Pássaro, filiado do Partido Socialismo e Liberdade (Psol) de São Paulo, base do ultra oportunista Guilherme Boulos (dirigente nacional do Psol) e garoto propaganda dos jornalões burgueses “O Globo” e “Estadão”, foi junto de outros “bate paus”, até a sede do Partido da Causa Operária (PCO), ameaçar fisicamente e tentar intimidar os camaradas da direção do partido. Pássaro, claramente instrumentalizado por setores da burguesia, tenta controlar os atos contra Bolsonaro que têm ocorrido de um mês para cá na capital paulista, e assim como seu “padrinho”, Boulos, canaliza-los para uma via eleitoreira.

As tentativas de proibir que os partidos e organizações da esquerda levantem suas bandeiras e palavras de ordem em atos e manifestações deixam claro que esses setores oportunistas traficam para dentro do movimento popular a política e os métodos criminosos da extrema-direita bolsonarista. Esses elementos pequeno-burgueses, pautados quase que abertamente pela Rede Globo, têm evitado ao máximo levantar palavras de ordem que vão além dos horizontes eleitorais burgueses e tentam manipular as mobilizações em torno da defesa da “democracia” dos ricos, que, nas atuais condições de decadência total do capitalismo mundial, nada mais é do que garantir os lucros dos grandes parasitas burgueses à custa de um verdadeiro genocídio contra o povo pobre e trabalhador.

Nós, do comitê pela Frente Nacional de Mobilizações dos Trabalhadores, repudiamos veementemente tais métodos gângsteres nas relações entre militantes da esquerda, como Danilo Pássaro covardemente fez contra o PCO. Não podemos, em hipótese alguma, permitir que sejam reproduzidos em nosso meio os mesmos métodos e moral dos mais encarniçados inimigos da classe trabalhadora.

Nesse sentido, cobramos publicamente uma manifestação e esclarecimento por parte da direção do Psol, visto que Pássaro, até onde sabemos, é filiado a esse partido. Ainda mais, cobramos uma posição das demais organizações e agrupamentos da esquerda brasileira e dos movimentos operário e popular.

Sabemos muito bem onde pode chegar tais métodos intimidatórios e criminosos contra uma organização da esquerda, e a quem e qual classe podem servir. Desde já, apesar de possuirmos importantes divergências com o PCO, estamos na mesma trincheira e nos solidarizamos intransigentemente com os camaradas desse partido.

Comitê pela Frente Nacional de Mobilizações dos Trabalhadores

FNMT”

Relacionadas