Censura: TSE não permite que Haddad seja entrevistado

haddad

Da redação – De acordo com matéria divulgada pelo Estadão neste domingo (30/09), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não deixou o candidato à presidência pelo Partido dos Trabalhadores (PT), Fernando Haddad, realizar entrevistas à grande imprensa antes do dia de votação do primeiro turno, que acontecerá no próximo domingo (07).

Esta exigência foi apresentada pela coligação “Povo Feliz de Novo” (PT/PC do B/PROS) após o candidato de extrema-direita à presidência pelo Partido Social Liberal (PSL), Jair Bolsonaro, ser entrevistado por dois grandes veículos da imprensa burguesa: a Rádio Jovem Pan e a rede de TV Bandeirantes, no programa “Brasil Urgente”, apresentado por José Luiz Datena.

A coligação que apoia a candidatura de Haddad alegou que, durante as entrevistas feitas por Bolsonaro, diversas ofensas foram proferidas ao PT e o partido de esquerda foi responsabilizado pela suposta facada que o candidato de extrema-direita sofreu.

Já está mais do que notório que, tanto as instituições, como a própria campanha eleitoral deste ano, foram apoderadas pelos golpistas para favorecer exclusivamente a direita. O Partido da Causa Operária (PCO) vem denunciando abertamente o golpe de Estado e a farsa das eleições, e alertando que o golpe não será derrubado pela via institucional, mas pela ampla mobilização do popular e através do povo nas ruas.