Censura: TSE manda retirar 1/3 de conteúdos denunciados por candidatos como “fake news”

tse

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) removeu um terço das propagandas políticas e eleitorais denunciadas como “fake news” por outros candidatos. Dos 37 pedidos, 11 foram atendidas pelos ministros. Entretanto, uma matéria no site Terra revela que apesar disso, as denúncias de Haddad contra as fake news não foram atendidas, demonstrando toda a parcialidade do judiciário golpista contra o PT.

Para a imprensa burguesa, apenas 1/3 é muito pouco. Mas a verdade é que é muito, e trata-se de uma afronta à liberdade de expressão, já que censura manifestações políticas. O que, de forma geral, vai acabar prejudicando mais a própria esquerda, pois quem decide o que é ou não fake news é o judiciário e a imprensa golpista, os verdadeiros mentirosos.

Por isso, a esquerda deve acabar com as ilusões na resolução dos problemas pelo judiciário, e também para de fortalecer a direita com a campanha contra fake news, pois os censurados serão aqueles que justamente não têm apoio de todo o aparato de poder da burguesia.