EUA
Crise de falta de comida no principal país imperialista do mundo evidencia o estado terminal do capitalismo
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
hunger_USA
Voluntários de um banco de alimentos em Davis, Califórnia. | Foto: Max Whittaker, NYT.

A situação da fome nos Estados Unidos, principal país imperialista do mundo, é impressionante. O Censo dos EUA divulgou dados dos meses de outubro e novembro que mostram um grande aumento no número de pessoas que dizem não ter acesso a comida.

No país mais rico do mundo, 26 milhões de pessoas adultas passam fome, de acordo com as pesquisas do Censo. Segundo o jornal The Washington Post, um em cada oito americanos não tinha alimentos suficientes na semana passada (22/11/2020). Nas famílias com crianças o número sobre para um em cada seis adultos.

Os negros são o grupo social que mais sentem os efeitos da fome, cerca de 22% das casas afro-americanas passam fome, quase o dobro da média nacional e 2,5 vezes a taxa das casas de brancos.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas