Vídeo da reunião ministerial
Weintraub atacou ministros do STF, chamando-os de vagabundos e militantes e partidos de esquerda
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
weintraub-2
Abraham Weintraub, ministro da educação que diz defender a "liberdade". Imagem: agência Brasil |

Na decisão que liberou o vídeo da reunião ministerial de 22 de abril, Abraham Weintraub afirma:

“Eu, por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia, começando com o STF” e ainda “odeio o Partido Comunista (…) que está tentando transformar o Brasil em colônia”

O conteúdo mostra o caráter fascistas e anticomunista do atual ministro da educação, que em sua fala pode englobar toda a esquerda (PCdoB, PT, PCO, PSTU etc) além de poder estar se referindo à China, maior parceiro comercial do Brasil.

Apesar da “preocupação” de o Brasil se tornar uma “colônia”, o ministro não se trata da política externa das potências imperialistas que possuem, inclusive colônias em pleno século XXI no continente, como França, Holanda, EUA etc.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas