Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Na madrugada de segunda-feira (19), chegou em Fortaleza, capital do Ceará, uma força-tarefa montada pelo governo federal do golpista Michel Temer, demonstrando ainda mais a preparação das Forças Armadas para um golpe militar caso as coisas escapem do controle da burguesia golpista.

Assim como no Rio de Janeiro, a desculpa usada é o combate contra o crime organizado – desculpa esfarrapada que só serve para convencer os setores histéricos da classe média.  A imprensa burguesa justificou a intervenção militar com a desculpa da “escalada de violência” vivida pelo Ceará, que na verdade é fruto da própria política dos golpistas de descaso com a população.

Cada vez mais, a afirmação do General Hamilton Mourão sobre as aproximações sucessivas do exército para dar um golpe está sendo confirmada. Depois de centenas de exercícios e testes, com centenas de operações de garantia da Lei e da Ordem (GLO), mobilização de diversos efetivos em locais estratégicos e parceria com o exército norte-americano na amazônia, as FA iniciaram uma grande ofensiva no território brasileiro, controlando o segundo estado mais importante do país – o Rio de Janeiro.

Isso se dá ao mesmo tempo em que Lula está próximo de ser preso e o governo Temer se encontra em crise para a aprovação de Reforma de Previdência. A burguesia sente que as coisas vão sair do controle com a prisão do principal dirigente popular do país, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Por isso, nesse início de ano, as Forças Armadas voltaram com tudo para o centro da crise política nacional.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas