Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
7329634_x720
|

Ontem a barragem da Vale na cidade de Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte (MG), se rompeu, em uma tragédia estrondosa que causou a morte de pelo menos sete pessoas (segundo informações da imprensa burguesa enquanto este artigo estava sendo redigido) e o desaparecimento de entre 200 e 300 pessoas.

Outras duas barragens também transbordaram, atingindo a comunidade Vila Ferteco, em uma região com cerca de mil moradores.

Essa é uma catástrofe humana, para além da ambiental. E foi resultado da política de privatização do governo neoliberal de Fernando Henrique Cardoso, que entregou as principais empresas estatais para os monopólios imperialistas. Esse foi o caso da Vale, vendida para a multinacional anglo-australiana BHP Billiton, através de uma joint-venture (ou seja, um empreendimento que na verdade serve para entregar a soberania da empresa brasileira ao imperialismo) que é a mineradora Samarco.

AA Vale foi entregue a preço de banana para o imperialismo, com a tradicional desculpa de que a privatização salvaria a empresa e ajudaria no saneamento das contas públicas, que é uma mentira costumeira dos governos neoliberais para justificar a doação do patrimônio nacional para os monopólios estrangeiros.

No entanto, a busca pelo lucro (que é o sentido de uma empresa capitalista) faz com que os burgueses não deem a mínima para os meios pelos quais esse lucro é obtido. Mesmo que tenham que matar seus próprios trabalhadores ou populações inteiras, os capitalistas fazem isso para lucrar nos países oprimidos.

Foi assim que, em dezembro de 2015, uma barragem da Samarco se rompeu no município de Mariana (MG), matando 17 pessoas e deixando milhares sem moradia até hoje, além de causar o maior desastre ambiental da história do País e devastar o Rio Doce.

Agora, pouco mais de três anos depois, a catástrofe se repete. E, como ocorreu em 2015, os capitalistas ficarão impunes, porque o governo Bolsonaro, mais ainda do que foi o governo Temer, não passa de um fantoche a seu serviço.

O discurso de Bolsonaro, que é o mesmo de Fernando Henrique e de Temer, de que privatizar as empresas públicas é a melhor solução, não passa de uma farsa. É preciso lutar pela reestatização da Vale, assim como de todas as empresas nacionais que foram privatizadas, e colocá-las em poder dos trabalhadores, porque já foi provado que nas mãos dos capitalistas elas só dão prejuízo aos trabalhadores e ao povo, para que seus donos lucrem com o sofrimento dos operários e da população.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas