Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Diante da luta pela independência da Catalunha, em que os catalães foram às ruas aos milhões exigir sua soberania diante do estado espanhol – uma luta que dura há mais de cem anos e que sempre é reprimida brutalmente pelo espanhóis – vários dirigentes pela independência foram presos e perseguidos, isso para não falar dos violentos ataques feitos pela polícia durante a votação do referendo, onde os catalães saíram vitoriosos.

O líder separatista, preso desde de Outubro do ano passado, Jordi Sánchez, diante das pressões do imperialismo espanhol, negou-se em tomar posse como presidente da Catalunha. A decisão foi tomada pelo fato de a Promotoria do Tribunal Supremo ter-se negado em conceder a liberdade para Sánchez.

O silêncio da imprensa burguesa internacional sobre o caso demonstra o cinismo dos capitalistas. Se por um lado chamam o presidente Maduro de ditador por ter apoio da população e por tê-la convocado para votar uma nova constituição do país, não falam nada da ditadura do imperialismo espanhol sobre o povo catalão. Uma ditadura que vem agredindo, prendendo e perseguindo um povo soberano e seus líderes.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas