Menu da Rede

A CUT precisa convocar a mobilização nos bairros operários

Coronavírus

Casos de coronavírus explodem em São Paulo

O governador João Doria (PSDB) anunciou o adiamento da reavaliação do Plano São Paulo, após um aumento de 18% no número de internações de coronavírus ter sido constatado.

Doria negava o aumento das internações em virtude do coronavírus. – Foto: Reprodução

Redação do DCO

Dimitri Guandalim

O governador João Doria (PSDB) anunciou o adiamento da reavaliação do Plano São Paulo, após um aumento de 18% no número de internações relacionadas com o coronavírus ter sido constatado na última semana. Estava prevista para esta terça-feira (17) a reclassificação do conjunto de medidas restritivas adotadas pelo governo em todo o território estadual.

O político tucano citou “preocupação” e “cautela” com o aumento nas internações. Nos últimos dias, a secretaria de Saúde de São Paulo não divulgou os dados sobre a pandemia, com a alegação de que houve um problema no sistema federal.

Uma atualização foi prometida para o dia 30 de novembro, quando serão avaliadas o avanço de novas regiões para a fase verde do Plano SP, com relaxamento de medidas restritivas. O aumento das internações, constatado já na semana passada, era negado pelo governo.

Conforme dados fornecidos pelo governo estadual,  a taxa de ocupação de leitos de UTI é de 47,3% na Grande São Paulo e  42,3% no estado. No total, são 7.973 pacientes internados, sendo que 4.601 estão em enfermaria e 3.372 em unidades de terapia intensiva. São Paulo é o epicentro da pandemia no Brasil. Desde o começo da pandemia e de acordo com os dados oficias, são 1.117.147 casos confirmados e 39.311 óbitos.

É evidente a preocupação do governador tucano de esconder a realidade da população, no sentido de passar uma impressão de normalidade e negar que a pandemia continua avançando e está totalmente fora de controle. A ideia é justificar a reabertura da economia e avançar na retomada das aulas presenciais nas escolas e universidades.

O governo estadual negava o aumento do número de internações que agora reconhece. Como a situação se agrava a cada dia, com milhares de novas infecções, já não é mais possível manter a postura de negação. Desde o começo da pandemia, nenhuma medida efetiva foi tomada no sentido de organizar a população para o enfrentamento da doença.

Doria fez uma demagogia com o distanciamento social no início, que visava principalmente projetá-lo e antagonizar com Bolsonaro, adversário que se prepara para enfrentar nas eleições presidenciais de 2022. Na essência, sua política é a mesma da do presidente da República, que se sintetiza na frase “deixar morrer quem tiver que morrer”.

Como os dados são subnotificados, é de se projetar que o número de infecções e mortes sejam muito maiores. Meses atrás, os tucanos mudaram a metodologia de compilação estatística, de forma a dificultar que a população acompanhe e compreenda o desenvolvimento da doença. O principal objetivo dos tucanos é evitar gastar recursos para enfrentar a doença, pois estes devem ser direcionados para os bancos e grandes capitalistas.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.