Não a vitoria com o STF
Apib, que acompanha os casos entre a população indígena desde o inicio da pandemia no Brasil, já confirma quantidade registrada de 22.325 casos em 148 etnias
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
raoni
Povo indigena sofre com a pandemia e com governo bolsonaro | Foto: Reprodução/ Ricardo Moraes/Reuters

Ação movida pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) para obrigar o governo a prestar medidas emergenciais aos povos indígenas em reservas ganha “vitória” por unanimidade no plenário do Supremo Tribunal Federal (STF). Esta decisão ocorre em meio a um disparo acentuado de casos de Covid-19 entre os povos indígenas brasileiros, contando com um aumento de pelo menos 96% dos casos segundo dados da Apib.

A organização, que acompanha os casos entre a população indígena desde o início da pandemia no Brasil, já confirma quantidade registrada de 22.325 casos em 148 etnias, apenas 1 mês atrás eram 11.385 casos em 122 etnias. A mesma organização divulga que o número de mortos pela doença também cresceu 48% apenas no ultimo mês, de 426 mortos para 633. Estes dados são mais confiáveis do que os divulgados pela mídia golpista, com fonte no governo bolsonarista, que tenta diminuir os números de casos e mortos para diminuir a reação ao problema, e por consequência, sua responsabilidade frente ao genocídio mas ainda passam por problemas.

A própria Apib questiona, denunciando corretamente a tentativa de ocultar a verdadeira gravidade do problema, que o numero de 16 mil casos totais e 300 mortos do governo é, no mínimo, conservador, pois este apenas fez contagem entre as reservas oficiais. O governo se absteve da preocupação com a enorme quantidade de terras indígenas não reconhecidas em zonas rurais e indígenas em áreas urbanas, pela qual uma quantidade significativa de cidadãos indígenas se encontra.

A Apib conseguiu que o STF proibisse cortes para do bolsa família durante a pandemia do coronavírus e passasse medida provisória que obriga que o governo adotasse pelo menos cinco medidas que serviriam de auxílio ao povo indígena com medidas também para conter invasores fazendeiros em terras oficiais, além de determinar que todas as aldeias tenham acesso ao subsistema indígena de saúde.

Essa medida do STF não demonstra que pela via judiciaria se pode vencer o ataque fascista do governo golpista, por mais que assim o seja celebrado na mídia. Tanto o Governo quanto o STF, que barrou suas avançadas contra o povo indígena momentaneamente, querem o mesmo tipo de destruição dos povos indigenas que vem aconteçendo a centenas de anos e que continuará a acontecer. o povo indigena esta unido contra o governo bolsonaro, contra as desavenças da lei, representada pelo STF, que continuamente no curso da história se pois em favor de grandes fazendeiros e instituições anti-indígenas e também contra a burguesia que mantém a constante pressão sobre a população indígena, presos na pobreza, expulsos de suas terras.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas