Siga o DCO nas redes sociais

Caso Neymar: agora é perseguido por divulgação de conversas
Neymar-olhando-lance-PSG-720-EFE
Caso Neymar: agora é perseguido por divulgação de conversas
Neymar-olhando-lance-PSG-720-EFE

O atacante da seleção brasileira Neymar, craque consagrado como o melhor do mundo na atualidade, é alvo de uma permanente campanha de desestabilização por parte da imprensa imperialista mundial.

As acusações de estupro feita por Najila ao atacante, divulgadas na véspera da abertura da Copa América e difundidas com surpreendente velocidade por toda a imprensa, é mais uma expressão da campanha contra o jogador, a seleção brasileira e o país. Neymar teve seu direito à presunção de inocência violado pela imprensa e seus satélites políticos. Foi exposto como um estuprador, sem a apresentação de qualquer elemento que provasse a sua culpa. Até o momento, as acusações se basearam em depoimentos na imprensa, mas nada de concreto, de real, foi apresentado.

Neymar tentou se defender das acusações difundidas pela imprensa ao gravar um vídeo em sua conta pessoal no Facebook, no qual expunha sua versão sobre os fatos e buscava se defender das acusações. Para silenciá-lo e impedir que torne pública sua versão dos fatos, a Polícia Civil e a Justiça o denunciaram por exposição da intimidade de Najila.

A direita utilizou o caso como parte de uma campanha moralista para inverter o ônus da prova de quem acusa para quem é acusado e, com isso, criar um clima favorável à sua política ditatorial de cassação de todos os direitos democráticos e processuais.