Siga o DCO nas redes sociais

Caso Dilma e Receita Federal: perseguição política ou zoação?
Dilma
Caso Dilma e Receita Federal: perseguição política ou zoação?
Dilma

Recapitulando: a ex-presidenta Dilma Rousseff tenta enviar sua declaração de renda de 2018, no último dia 15 de abril, e descobre que uma declaração falsa já foi entregue à Receita Federal no dia 28 de março.

A declaração falsa tem CEP e endereço claramente fictícios e inclui uma lista de rendimentos com comprovantes fornecidos por pessoas e empresas. Como a Receita Federal aceitou essa declaração falsa sem informar o número do recibo da declaração de renda de 2017? Ou foi informado? Somente um assessor de Dilma tinha conhecimento do número. E o CEP e o endereço diferentes, como a Receita aceitou essa incongruência?

Dilma Rousseff solicitou a apuração do caso. Evidentemente que não foi um erro de alguém, foram crimes, vários. No mínimo, crime fiscal, de invasão de privacidade e de falsidade ideológica. Quem vai responder à solicitação dela? A PF do Moro?

Existe ainda algum resquício de Estado democrático?

Se os crimes foram perpetuados de dentro do sistema coletor de impostos do Estado Brasileiro, a perversidade e a falta de escrúpulos alcançou níveis assustadores. Estamos todos nus, não só Dilma e Lula. Os longos tentáculos dos fascistas brasileiros teleguiados pelo imperialismo já teriam chegado ao nível de uma Gestapo cibernética. Nossos dados pessoais podem ser invadidos, manipulados, forjados, a mando de um militar ou de um olavete.

Se foram cometidos de fora do sistema, uma invasão de hackers apenas para demonstrar força (caso o “atentado” à privacidade dela seja reivindicado), fica evidente que o sistema é corruptível e nós todos somos vulneráveis.

Uma terceira hipótese (além de outras, como uma adulteração tosca gerada de fora do País, pelas mesmas origens da espionagem aos e-mails e celular da ex-presidenta, conforme denunciado por Edward Snowden, Julian Assange e Glenn Greenwald em 2012) é que a invasão dos dados fiscais de Dilma, adulteração de rendimentos e entrega de declaração de renda falsa, 17 dias antes da verdadeira, seria mera “zoação” de autoria de um “bolsominion”, que deixou o rastro do CEP e endereço errados, por imperícia, desleixo ou burrice mesmo, e isso seria o maior comprovante da autoria.

De qualquer forma, tal falsificação é uma tentativa tosca de incriminar a ex-presidenta, em meio à gigantesca perseguição política sofrida por ela e por tantos outros membros da esquerda, destacadamente o ex-presidente Lula.