Caso Delúbio mostra a farsa da “luta contra a corrupção”
admin-ajax (2) (1)
Caso Delúbio mostra a farsa da “luta contra a corrupção”
admin-ajax (2) (1)

Recentemente veio à tona mais uma prova de que a “luta contra o corrupção” nada mais é do que um instrumento do imperialismo para perseguir seus adversários – em geral, o Partido dos Trabalhadores (PT). Dessa vez, informações divulgadas em relação à condenação do petista Delúbio Soares mostraram a farsa por trás do chamado “mensalão”.

A repórter da Veja Maria Auxiliadora Zanin serviu de testemunha para que Delúbio Soares fosse condenado. No entanto, segundo denunciado recentemente pelo portal GGN, Maria Auxiliadora teria inventado seu testemunho. Com o falso pretexto de se vingar de Eduardo Fischer, em cuja agência de publicidade trabalhava e foi demitida, a repórter alegou que viu Fischer entregar uma mala de dinheiro para Delúbio Soares e Silvio Pereira, do PT.

O próprio Delúbio Soares já havia denunciado que era vítima de uma armação em 2016. Na época, a Operação Lava Jato, que é um dos pilares do golpe de Estado, acusava Soares de estar envolvido em um empréstimo junto a Carlos Bumlai.

A perseguição a Delúbio Soares não é à toa. Para que a direita conseguisse levar adiante todos os ataques que têm desferido contra os trabalhadores, era e continua sendo fundamental perseguir as principais lideranças e os principais dirigentes do maior partido de esquerda do país (PT) – é por isso que Lula, José Dirceu e tantos outros estão presos.

É necessário pôr um basta na ofensiva da direita golpista contra a esquerda e à população em geral. Por uma mobilização ampla pelo “fora Bolsonaro” e pela liberdade de Lula. Pelo fim da Lava Jato e de todas as perseguições políticas!