Fascismo
Algumas horas antes da renúncia do presidente da Bolívia Evo Morales, após ameaça de golpe militar, as casas da irmã do presidente e de dois governadores foram incendiadas.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Bolivia's President Evo Morales looks on before attending the Gas Exporting Countries Forum (GECF) in the Kremlin in Moscow, Monday, July 1, 2013. (AP Photo/Maxim Shemetov, Pool)
Evo Morales. |

Da redação – Algumas horas antes da renúncia do presidente da Bolívia Evo Morales, após ameaça de golpe militar, as casas da irmã do presidente e de dois governadores do MAS, partido dele, foram incendiadas por fascistas.

Evo denunciou em sua conta no Twitter que a casa da irmã Esther Morales Ayma, em Oruro, e os imóveis dos governadores de Chuquisaca, Esteban Urquizu, e de Oruro, Víctor Hugo Vásquez, foram alvo dos golpistas. Os incêndios aconteceram no sábado (9).

No momento, Evo escreveu: “Denunciamos e condenamos perante a comunidade internacional e o povo boliviano que o plano de golpe fascista executa atos violentos com grupos irregulares, que atearam fogo na casa dos governadores de Chuquisaca e Oruro e da minha irmã naquela cidade. Vamos preservar a paz e a democracia”.

Isso ocorreu de madrugada, isto é, algumas horas antes do golpe.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas