A mando do latifúndio
Líder quilombola e filho não estavam em casa durante ataque ataque
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Foto: Reprodução/Arquivo pessoal
Três disparos de armas de fogo atingiram a residência da quilombola | Foto: Reprodução/Arquivo pessoal

Segundo informações divulgadas no sítio Brasil de Fato, Sandra Amorim, liderança quilombola, teve sua casa atingida pelos três disparos de arma de fogo na noite da última quinta-feira (29). O caso ocorreu no Sítio São João, na cidade de Barcarena, região metropolitana de Belém (PA).

Segundo o sítio, a quilombola é militante do Movimento pela Soberania Popular na Mineração (MAM) e felizmente, não estava em casa durante o ataque, tendo sido informada do ocorrido posteriormente pelos vizinhos.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas