Casa da Morte do RJ será tombada e pode virar Centro de Memória, Verdade e Justiça

casa da morte

Da redação – O prefeito do município de Petrópolis, na Região Serrana do Rio, Bernardo Rossi (MSB), afirmou que irá publicar ainda esta semana decreto com o tombamento da Casa da Morte — aparelho clandestino de repressão montado pelo Centro de Informações do Exército (CIE) durante a ditadura militar. A ação acata a decisão tomada ontem pelo Conselho Municipal de Tombamento – por quatro votos a três – decidindo pela preservação do imóvel que é há muitos anos requisitado para um museu por historiadores, familiares das vítimas de torturas e órgãos de preservação.

Os grupos defendem a criação de um local que mantenha viva essa memória do regime de terror contra a esquerda, contra os trabalhadores e suas organizações, que os golpistas de hoje tentam trazer de volta. O local seria chamado de  Centro de Memória, Verdade e Justiça, reunindo um acervo sobre tortura nos governos militares e desaparecimento de presos políticos, seguindo os exemplos da Argentina e do Chile.