Menu da Rede

Região Sul registrou atos em mais de uma centena de cidades

Demissões nos bancários

Carrefour troca bancários por terceirizados

A direção do Banco Carrefour está demitindo os seus funcionários efetivos e substituindo por terceirizados e consequentemente aumenta a exploração dos trabalhadores

Carrefour – Foto Reprodução

Publicidade

A direção do Carrefour Soluções financeiras, braço financeiro da rede Carrefour de supermercados, está demitindo os seus funcionários efetivos e substituindo os mesmos por trabalhadores terceirizados. Fazem isso, inclusive, passando por cima de acordos assinados com as entidades representativas dos trabalhadores, em não demitir enquanto durar a pandemia do coronavírus.

Tal política revela que, para os patrões, governo, justiça, os acordos com os trabalhadores só servem para serem quebrados, em se tratando dos interesses dos capitalistas.

Logicamente que as maldades desses parasitas, de uma das maiores empresas de hipermercado do planeta e representante dos interesses dos países imperialistas, não param por aí. Além das demissões, se recusam a pagar os direitos trabalhistas dos seus funcionários, tais como horas extras realizadas nos dias de antecipação dos feriados e, de também não reajustar os salários nos casos de alteração de cargos e funções.

A lei da terceirização, aprovada pelo golpista Congresso Nacional, logo em seguida ao golpe de Estado de 2016, sancionada pelo golpista Michel Temer (MDB) e ratificada pelo também golpista STF (Supremo Tribunal Federal), permite que uma função de uma empresa (que antes era apenas nas atividades meio) possa ser exercida por trabalhadores terceirizados, o que abriu a porteira para que os patrões substituam os funcionários efetivo, tanto nas áreas fins quanto nas áreas meio, por terceirizados, em condições ainda piores do que os trabalhadores normais e, assim diminuem infinitamente os seus custos às custas da superexploração dos terceirizados e da miséria daqueles que perderam os seus empregos.

Os funcionários do braço financeiro da multinacional Carrefour, que vem sendo denunciada, sistematicamente, por diversas atrocidades contras os seus funcionários e também clientes, como foi o caso, por exemplo, da tortura e espancamento de um negro, por parte seus seguranças, até a morte em uma das suas lojas, devem refutar qualquer pressão e qualquer “tentativa de negociação” que vise fazer os bancários engolirem as demissões e os ataques aos seus direitos. O emprego é inegociável. É preciso convocar assembleias em todos os sindicatos, plenárias unificadas de toda a categoria – já que a política do Banco Carrefour não é exclusiva desse banco e sim parte de uma política de conjunto dos banqueiros – tudo mais que for preciso para colocar a poderosa força da classe trabalhadora organizada em movimento, em uma campanha nacional de luta contra as demissões e pelas demais reivindicações dos trabalhadores.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.