Demagogia, contra os negros
“Comitê Externo” não passa de demagogia barata para tentar esconder a realidade catastrófica e crimes diários contra a população negra
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
carrefour
Carrefour | Foto: Reprodução

Após o assassinato de João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, negro, por seguranças do supermercado Carrefour em Porto Alegre (RS), a empresa vem tomado uma série de medidas para tentar encobrir, ou melhor dizendo minimizar o crime diante da repercussão e das proporções que tomaram o acontecido, que tem gerado dezenas de mobilizações e protestos por todo país. A revolta da população brasileira, perante a filmagem que circulou pela internet e toda a imprensa, de dois seguranças brancos socando um negro até morte dentro de um supermercado, é legítima e deve ser ampliada.

Vendo o que aconteceu nos Estados Unidos, após a morte por um policia branco, do negro Jorge Floyd, e temendo a explosão social que as manifestações contra o sistema opressor, as empresas e os governos capitalistas norte americano tomaram alguns dias atrás, os empresários do Carrefour correram para tomar medidas, na tentativa de apagar o fogo que literalmente começou quente aqui no Brasil, uma delas foi a criação de um Comitê Externo. O tal Comitê Externo, tem como objetivo assessorar o Carrefour Brasil em diretrizes no combate ao racismo, através de palestras, treinamentos, estudos e debates em relação ao tema.

A empresa decidiu que os lucros recebidos no dia 20 de novembro, dia da consciência negra – um dia após o assassinato de João Alberto – por orientação do Comitê Externo, junto os rendimentos do dia 26 e 27 seriam revertidos para ações orientadas por esse grupo, o que demostra que para os empresários do Carrefour a vida negra tem um valor, que no caso irrisório. Agora que ações são essas que serão fomentadas pelo Comitê, é que é o x da questão. É visível antes de mais nada, que não se deve ter acordo algum entre o movimento negro popular e organizado com a empresa.

A demagogia que vem sendo e levantada em relação ao negros por centenas de grandes empresas nacionais e internacionais é no sentido de empregar mais negros, como é o caso do Carrefour, que seguindo conselho do Comitê prometeu contratar 20 mil pessoas a mais por ano, sendo 50% delas, negras. Em alguns casos como o Magazine Luiza é no sentido de colocar mais negros como gerente das empresas, “treinar” para que possam acender em cargo superiores dentro da empresa.

Toda essa conversa mole, vem orientada e travestida de racismo estrutural e cultural, os intelectuais burgueses afirmam categoricamente que o racismo está enraizado na sociedade brasileira, por centenas de motivos superficiais e confusos e que para modificar isso, seria preciso muito dialogo com a sociedade e a ascensão do negro, em cargos empregatícios, nas universidades, no poder de compra, enfim, acender financeiramente e socialmente dentro da sociedade capitalista.

Primeiro, é preciso deixar claro que a causa da situação econômica e social dos negros no brasil e no mundo é medida estratégica, orquestrada e organizada pelo capitalismo, sem a condição de inferioridade dos negros, mulheres e os trabalhadores explorados o capitalismo não se sustenta. Ou seja, a forma parasitária não só da burguesia mas como de todo regime capitalista que a cerca, e exploração, a marginalização e a opressão é mudos operandi do sistema atual. Para se manter operando a condição subalterna dos negros e oprimidos é essencial. O capitalismo é racista, e precisa ser para sua própria sobrevivência.

O Comitê Externo que a empresa Carrefour está implantando para ocultar a mortes de negros, não será uma medida concreta, nem mesmo significativa em nenhum sentido, para que os negros deixem de ser a classe assassinada nas periferias, nos presídios, nas ruas e como vemos até mesmo dentro de supermercados, bancos e etc. A falta de moradia, de escola, de transporte, de condições minimamente dignas de vida é cotidiano dos negros e pobres em todo o país. O Comitê Externo, é areia nos olhos do povo e não vai modificar em nada a dura realidade enfrentada pela classe mais esmagada pelo capitalismo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas