STJD
Jogadora de vôlei vem sendo duramente perseguida pelos golpistas

Por: Redação do Diário Causa Operária

Nesta terça-feira (6), a jogadora de vôlei Carol Solberg deverá ser julgada pelo Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Solberg está sendo acusada de um crime absurdo, o de gritar “Fora Bolsonaro” em uma entrevista ao vivo. A procuradoria do tribunal pediu pena máxima à jogadora, o que demonstra a tendência cada vez mais direitista nas instituições na medida em que o regime progride para uma ditadura.

Send this to a friend