Cármen Lúcia, Fachin e Fux: alinhados para retirar Lula das eleições

lucifer

Da redação – A presidente golpista do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, se alinhou ontem, dia 01, com as declarações do ministro Fachin sobre avançar o mais rápido possível a pauta do processo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e analisar o pedido de liberdade por conta das eleições para, enfim, nega-lo. Os ministros golpistas afirmaram que o agendamento depende também de um posicionamento dos advogados se manifestarem se o pedido feito por eles inclui ou não a questão das eleições.

Mesmo que a defesa de Lula tenha recorrido ao STF contestando a sentença que o condenou em janeiro, porém, como todo processo de Lula é uma perseguição política, os ministros se alinham para negar todos os recursos e retirar o petista das eleições, bem como, a imprensa burguesa ja o considera inelegível.

Sobre o alinhamento golpista do STF, Fux também afirmou: “Não pode concorrer um candidato que não pode ser eleito”. O ministro disse ainda que, em virtude da Lei da Ficha Limpa, a inelegibilidade de Lula é “chapada”. Tradução: o TSE não deverá aceitar o registro de sua candidatura, pois ele não pode legalmente ser eleito.