Crise no governo fascista
Carlos Wizard, ex-dono da escola de Inglês, havia sugerido que se contasse o número de mortos por COVID-19, para que esses números pudessem ser escondidos
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Carlos_wizard_martins1
Carlos Wizard | Foto: Reprodução

O empresário e milionário Carlos Wizard deixou o governo Bolsonaro após ser duramente atacado por querer recontar o número de mortos por COVID-19, de maneira que os números ficassem ainda mais escondidos do que já são, já que a subnotificação está fazendo com que o número de mortos apresentado seja bem menor do que a realidade.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas