Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Nessa última quarta-feira, dia 28 de março, encerrou-se em Curitiba a Caravana do ex-presidente Lula pelo estados do sul do país.

A direita, desesperada devido à falta de apoio popular, partiu para ofensiva contra Lula, por meio da organização de bandos fascistas, financiados pelos grandes latifundiários, grandes empresários. A violência contra a caravana atingiu seu auge na última terça-feira à noite, quando um dos ônibus da comitiva do ex-presidente foi atingido por tiros.

Mesmo assim a caravana seguiu para Curitiba e se encerrou em um grande ato na praça Santos Andrade na quarta-feira à noite. Em seu discurso Lula denunciou o papel da imprensa golpista, da Rede Globo e do judiciário contra o ex-presidente. Lula também denunciou a violência contra sua caravana, e afirmou que a imprensa golpista, a rede Globo, é diretamente responsável pela os atentados contra a sua comitiva,  “a imprensa foi conivente com isso o tempo inteiro. O culpado desse ódio no Brasil chama-se Rede Globo de Televisão”, afirmou Lula.

Em contraposição ao ato de Lula, a direita tentou organizar um ato de oposição, com a participação do deputado fascista, Jair Bolsonaro. O ato da direita, no entanto, não conseguiu reunir ninguém. Por outro lado, a mobilização a favor de Lula, juntou milhares de pessoas no centro de Curitiba, evidenciando que as “manifestações” da direita não passam de atos artificiais, financiados pelos próprios golpistas para tentar atacar a esquerda.

Nesse sentido, é necessário impulsionar a mobilização popular. Os golpistas não passam de uma minoria de direitistas, enquanto o repúdio ao golpe e às arbitrariedades da justiça é generalizado em toda a população. É necessário organizar os comitês de autodefesa contra as intimidações da direita e, no próximo dia 4, tomar as ruas contra a prisão do ex-presidente Lula.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas