Candidato da Frente Ampla
Eduardo Paes foi alvo de busca e apreensão nesta terça (08) e está sendo investigado por corrupção, caixa 2 e evasão de divisas, momento em que se aproximam as campanhas eleitorais
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Rio de Janeiro - Coletiva de imprensa com o prefeito Eduardo Paes, para falar sobre o vazamento da conversa entre ele e o ex-presidente Lula (Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Eduardo Paes, candidato à prefeito. Ex-prefeito de 2009 a 2012. | Foto por: Tânia Rêgo/Agência Brasil

O candidato à prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), está sendo investigado por supostos crimes de corrupção, caixa dois e evasão de divisas em recursos que seriam provenientes da Odebrecht em pagamento de 2012.

Paes foi alvo de buscas e apreensão em sua casa nesta terça (08), após decisão da Justiça eleitoral do Rio acatou denúncia do Ministério Público estadual contra o ex-prefeito. A investigação que estava paralisada no STF há 3 anos, foi encaminhada à justiça do Rio e “caminhou” rapidamente nos últimos 3 meses, fazendo os procuradores do MP concluir pela denúncia.

Paes, como candidato da Frente Ampla – em favor de quem Marcelo Freixo do PSOL teria renunciado à candidatura – denunciou que se trata de uma tentativa de interferir no processo eleitoral de novembro próximo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas