Vídeo: “A população tem nítida compreensão de que Lula foi preso sem provas”, afirma candidato do PCO ao governo de MG

IMG-20180828-WA0021

Da redação – O militante do Partido da Causa Operária, Alexandre Flach, candidato ao Governo de Minas Gerais e advogado trabalhistas de profissão, cedeu entrevista ao programa Mundo Político, na TV Assembleia (canal da Assembleia Legislativa de Minas Gerais). O companheiro apresentou o programa do PCO e levou aos trabalhadores mineiros as razões da candidatura, contra o golpe, defendendo, lutando pela liberdade e pela candidatura de Lula.

Inicialmente, o candidato explicou como o PCO trabalha, através de um programa histórico da classe trabalhadora, com jornal semanal impresso, diário online, organizando seus militantes em atividades nas ruas do país para mobilizar a luta do povo pelos seus interesses.

“Estamos sempre nas ruas, em contato com as pessoas. Um dos aspectos importantes da nossa militância é ter um olhar sensível para a temperatura política das pessoas. A população tem uma nítida compreensão de que nós estamos vivendo uma situação de golpe, completamente atípica, que Dilma foi derrubada por um golpe, que Lula foi preso sem provas, e, inclusive essa noção vem aumentando a cada dia que passa, mostrando para nós um nível de politização crescente, diferente de outras análises que trazem uma suposta apatia, nós vemos o povo se mobilizando para chegar a uma solução”, disse o militante sobre a ação diária do PCO nas ruas junto aos trabalhadores.

O advogado pela causa operária e camponesa, também explicou por que o PCO defende Lula até o fim, e, caso seja impugnado – confusão que está gerando todo um debate dentro da esquerda que luta pela liberdade de Lula e candidatura -, não defenderemos um plano B. A questão fundamental no atual momento não são as eleições, mas sim a luta contra o golpe de estado que está destruindo a economia do país, leis trabalhistas e todas as conquistas históricas dos trabalhadores. A partir dessa argumento, o candidato explica que apenas Lula representa a luta contra o golpe, pois a burguesia prendeu o mesmo sem provas para que não houvesse chance de concorrer em novas eleições em meio ao golpe, e mais, que caso não participe, devemos denunciar as eleições como fraude total, pois se o candidato petista for retirado o PCO irá botar peso na anulação para que o povo defenda a política correta.

É uma questão complexa a de Lula, mas a política do PCO é clara: Lula é preso político pela direita golpista a  serviço do imperialismo norte-americano. Dito isso, deve ficar claro que, se os golpistas prenderam a maior liderança da América Latina dessa forma, os trabalhadores correm sérios riscos, a miséria já se alastra pelo país, e, finalmente, é isso que define a luta pela liberdade de Lula nas ruas, pela força das massas.

Assista a entrevista na íntegra, compartilhe, contribua com a Causa Operária TV:

https://www.almg.gov.br/acompanhe/tv_assembleia/videos/index.html?idVideo=1298112