Candidato ao governo de SC pelo PCO lembra que há um ano golpistas perseguiram e levaram à morte reitor da USFC

universidade UFSC

O candidato ao governo do Estado de Santa Catarina pelo PCO (Partido da Causa Operária), Angelo Castro, esteve nesta quarta-feira fazendo panfletagem e venda de materiais do PCO na Universidade Federal de Santa Catarina.

Angelo comentou ao Diário Causa Operária (DCO) que a Universidade é um importante espaço para fazer a propaganda de luta contra o golpe e pela liberdade de Lula que o PCO se jogou a fazer esse ano nas eleições, e lembrou que há quase um ano, o ex-Reitor da UFSC, Luiz Carlos Cancellier de Olivo se matou,  devido à perseguição implacável que os golpistas da operação Lava Jato fizeram a sua pessoa.

Após fazerem uma prisão ilegal do Reitor, aos moldes de uma ditadura civil, os golpistas da Lava Jato suspenderam seu mandato de Reitor e proibiram sua entrada no campus, uma verdadeira tortura, pra quem morava do lado da Universidade e frequentava esse ambiente há mais de 24 anos.

Angelo Castro considera que os movimentos sociais e toda esquerda nacional não podem aceitar que esses espaços (Universidades) sejam fechados e tratados como propriedade privada, é necessário ocupá-los com muita discussão política, a fim de organizar a juventude para luta contra o golpe no Brasil.