Repressão
A inserção do Proud Boys na lista de organizações terroristas os coloca ao lado da Al-Qaeda, Estado Islâmico e Al-Shabab.

Por: Redação do Diário Causa Operária

O governo canadense inseriu, nesta quarta-feira (28), o grupo de extrema-direita Proud Boys na lista de organizações consideradas “terroristas”. A justificativa foi sua participação na invasão do Capitólio dos Estados Unidos, ocorrida em 6 de janeiro.

O Ministério da Segurança Pública classificou a organização como “neofascista”. A inserção abre a possibilidade de confisco de propriedade dos membros do grupo, prisões, congelamento de bens por bancos e demais instituições financeiras e se torna um crime para os cidadãos canadenses lidar com bens da entidade listada. Qualquer indivíduo pertencente a organização pode ser impedido de entrar no país.

O líder do Proud Boys, ex-informante do FBI, teve sua prisão decretada na semana passada por suposta participação no episódio do Capitólio.

Send this to a friend